QUEM COMPOSTA?

Facebook Linkedin Instagram YouTube

Nossos projetos estão implantados em diversos perfis de clientes. Geradores de pequena, média e larga escala podem compostar os resíduos orgânicos.

INDÚSTRIA

ESCOLAS

PREFEITURAS

CONDOMINIOS

EVENTOS

MERCADOS

RESTAURANTES

CLUBES

HOTEIS

SHOPPINGS

HOSPITAIS

CEMITÉRIOS

Cases

O problema: Destinar corretamente cerca de 600kg/dia de resíduos orgânicos do preparo e sobras de prato do refeitório da indústria.

A solução: Compostagem termofílica. Instalação de um mini pátio de compostagem com Cilindros de compostagem termofílica e 2 baias de maturação.

O resultado: Os resíduos orgânicos gerados no preparo das refeições do restaurante são direcionados aos cilindros de compostagem. Adiciona-se também os restos de poda e vegetação. Após a retirada do composto dos cilindros, eles ficam alocados em duas baias de maturação para serem usados na adubação das áreas verdes.

O problema: Fomentar a compostagem municipal e diminuir os gastos públicos com coleta e destinação dos resíduos.

A solução: Doação de 3.000 composteiras  aos munícipes e realização de oficinas e acompanhamento técnico para sanar dívidas e possíveis dificuldades.

O resultado: Por possuir pouco mais de 3.000 habitantes, o projeto contempla todos os moradores de Rancho Queimado.  Uma grande economia para a gestão municipal, que realocou os recursos que seriam gastos na coleta e destinação desses resíduos para projetos de educação ambiental, agricultura orgânica e familiar.

O problema: Fazer a compostagem de 50kg/dia de resíduos de preparo e sobra de prato do refeitório da sede administrativa da empresa e utilizar o adubo em horta na cobertura. Edifício corporativo com muita restrição e alto controle de qualidade de processos.

A solução: Compostagem termofílica com 6 cilindros de base móvel. O cilindros podem receber todos os tipos de resíduos orgânicos do refeitório. Para sanar a questão da drenagem do composto líquido (chorume) foi criada uma base móvel de aço inoxidável para coletar o líquido, sem necessidade de obra.

O resultado: Sistema com capacidade suficiente para compostar 100% dos resíduos orgânicos e mobilidade e facilidade de instalação ao criar a base móvel garantindo um sistema funcional, limpo e visualmente agradável. O adubo produzido é encaminhado para a horta do terraço garantindo a produção limpa, segura de diversas hortaliças, temperos e ervas.

O problema: Destinar corretamente os resíduos orgânicos do preparo e sobras de prato do restaurante.

A solução: Compostagem termofílica e vermicompostagem. Instalação de 3 Cilindros de compostagem termofílica e 2 torres de vermicompostagem.

O resultado: Os resíduos orgânicos gerados no preparo das refeições do restaurante são divididos em dois sistemas. Os mais difíceis de serem compostados, como cozidos, cítricos e carnes são destinados aos cilindros e o resíduo de FLV é colocado nas composteiras.

O problema: Destinar corretamente cerca de 100kg/dia dos resíduos orgânicos gerados no Hospital Américo Brasiliense.

A solução: Compostagem termofílica. Instalação de 12 Cilindros de compostagem para gestão dos resíduos.

O resultado: Os resíduos orgânicos gerados no preparo das refeições do hospital e os restos de poda e vegetação são destinados à compostagem em 12 cilindros. 

O problema: Destinar corretamente os resíduos orgânicos de folhas, flores e vegetação no geral.

A solução: Compostagem termofílica. Instalação de 3 Leiras de compostagem termofílica e 2 baias de maturação.

O resultado: 3 leiras de compostagem produzindo cerca de 61 toneladas de adubo ao final do ciclo. Os resíduos orgânicos gerados no Cemitério são basicamente de origem vegetal e em grande volume, por isso optou-se pelo uso das leiras: pouco trabalho para abastecer o sistema, otimização do espaço e tempo de compostagem.